O overclock em hardware preparado para o efeito é cada vez mais fácil e hoje, a Lúcia, amiga da Natália, vai fazer uma demonstração extrema disso mesmo.

1) Para overclock, há que contar com componentes estáveis, duráveis e fiáveis. A motherboard e placa gráfica MSI que irão ser utilizadas nesta demonstracão são feitas de materiais Military Class II, exclusivos da MSI, a melhor classe de materiais para overclock extremo. Além da excelencia dos materiais, o hardware MSI disponibiliza também as melhores ferramentas de software para overclock. O Afterburner e a ClickBIOS.

• Motherboard Z68A-GD80 (B3)
• Placa gráfica N580GTX Lightning






2) Para além dos componentes, são também necessários uma mesa de benching, memórias, fonte de alimentação, Pot LN2, medidor de temperatura, massa térmica e nitrogénio liquido.






3) O primeiro passo é inserir o CPU na motherboard, algo que deve ser feito com extremo cuidado, pois é muito fácil dobrar os pinos dentro do socket e assim danificar a motherboard.

Após levantar-se a proteccão do socket, insere-se cuidadosamente o CPU, alinhando-o com o socket e empurrando para baixo a alavanca de abertura até que esta esteja trancada.








4) Depois, é necessário colocar-se massa térmica na parte superior do CPU. A camada deve ser fina e espalhada de forma igual. Demasiada massa térmica prejudica a refrigeração.








5) Agora, coloca-se massa térmica à volta do compartimento do CPU, até uma larga área estar coberta. Esta massa é utilizada para prevenir a condensacão nos componentes, pois existirão grandes diferenças de temperatura durante o overclock. A condensacão, ou humidade, é susceptível de danificar o material eléctrico.

Este é também o momento de se colocar a sonda ou indicador de temperatura entre o socket e o CPU.








6) Chegou a vez de instalar o pote LN2. Dado que este é feito de cobre sólido e pesa cerca de 4.5kg, é necessário que tenha um bom suporte. Para o efeito, fixa-se barras de metal nos orifícios das quatro pontas do socket.






7) O pote LN2 deve ser ele mesmo também isolado com fibra espumosa, de forma a evitar o contacto com ar à temperatura ambiente.






No que toca a memória, a utilização das últimas DDR3 é essencial para se atingir bons benchmarks.






9) Chegámos à instalacão da placa gráfica. A N580GTX Lightning é a mais rápida do mundo na sua referencia, tendo atingido os 1680MHz de velocidade de relógio, e as suas características fazem dela uma preciosa ajuda em qualquer overclock.

A placa é colocada na primeira ranhura PCI Express x16.








10) Agora que o sistema está montado, é altura de jorrar o nitrogénio líquido no pote. Esta tarefa deve ser feita com bastante cuidado, para não existirem derrames na motherboard ou salpicos na pele.

O ponto de ebulicão do nitrogénio líquido são -196°C. Assim que a temperatura atinga os -120°C, podem-se iniciar os benchamarks. Quanto melhores forem os componentes de uma motherboard e placa gráfica, mais se pode exigir do hardware e melhores serão os benchmarks. O overclock em hardware contruido com recurso a materiais de 2ª linha pode simplesmente deixar a motherboard inutilizável.






11) A ClickBIOS permite o ajuste fácil e intuitivo das configuracões, e o Afterburner torna essa tarefa ainda mais acessível.






12) Quem desafia a Lúcia?